O presidente do Sport, Yuri Romão, embarcou para o Rio de Janeiro onde inicia uma série de reuniões com dirigentes do futebol e políticos para reverter a punição imposta pelo STJD ao clube após os atos de violência cometido pela organizada contra a delegação do Fortaleza, no dia 21 de fevereiro, além de promover a conscientização acerca do problema social.

A primeira agenda foi com o presidente da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), Ednaldo Rodrigues.

“Tivemos um encontro com o Presidente Ednaldo Rodrigues para tratar de vários assuntos, entre eles, pedi seu apoio para intermediar uma conversa com o Presidente do STJD, dr. Jose Perdiz, com o intuito de dirimir dúvidas acerca do incidente, assim como, mostrar-lhe pessoalmente tudo que o clube tem programado para fazer no âmbito administrativo”, afirmou Yuri Romão.

O presidente do Leão manterá a agenda intensa de reuniões na próxima semana, em Brasília. Romão terá uma conversa com o secretário Nacional de Segurança, Mario Sarrubbo, em seguida o encontro será com o vice-presidente do Superior Tribunal Justiça, Og Fernandes, o presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP), o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco, o Ministro dos Esportes, André Fufuca (PP), e com o deputado federal Eduardo Bandeira de Mello (PSB).