Por Marcelo Cavalcante

No Sport Club do Recife, o Dia Internacional da Mulher não é celebrado apenas no dia 8 de março. No clube, o mês inteiro é dela.  A diretoria de marketing do Leão criou e vem colocando em prática várias ações para homenagear e amplificar a luta feminina pela igualdade, respeito e o fim do machismo e violência.

Após concretizar a parceria com o Instituto Maria da Penha, o Sport usou camisas especiais no clássico contra o Santa Cruz, no último sábado (16), na Arena de Pernambuco,  que valeu a vaga do Leão na final do campeonato estadual.  As camisas receberam patchs das mulheres Históricas do Leão, que são funcionárias, torcedoras e atletas que têm suas vidas entrelaçadas com o clube através dos tempos. As camisas especiais serão leiloadas e o valor arrecadado será destinado integralmente para o departamento de futebol feminino rubro-negro. Os leilões estão sendo feitos virtualmente. Clique nesse link e participe do leilão.

Os lances iniciais de R$500 e ficará aberto entre os dias 16 a 26 de março. A ação é uma parceria com a Play For a Cause, empresa criada em 2020 que utiliza o esporte e o entretenimento como ferramentas de transformação social.

As mulheres Históricas são Dona Maria José – torcedora símbolo do clube (falecida no ano passado) -, Ângela Barros – mais conhecida como Anjinha, que tem 34 anos de clube como funcionária (atualmente é supervisora dos esportes olímpicos e amadores) e mais sete anos como atleta ; Janira Santos, a Nira – responsável pelo futebol feminino e está há 44 anos na Ilha do Retiro – e Bicê, atleta do futebol feminino, de 37 anos, veste a camisa do Leão desde os 13 anos. Durante esse período, a atleta já atuou em 900 partidas pelo Rubro-negro.

Para a gerente de Marketing do Sport, Marcella Malta, o leilão é mais uma mostra de que o clube está sempre buscando caminhos para a estruturação e evolução do futebol feminino. “Criamos uma série de ações para celebrar o mês das mulheres. Estamos homenageando rubro-negras históricas e ainda criando um viés financeiro para evolução do clube. Acreditamos que esse caminho vai trazer bons frutos”, diz Malta.

Outra ação importante nesse universo feminino é a parceria do Sport com o Instituto Maria da Penha, junto com a Coalizão Empresarial pelo Fim da Violência Contra Mulheres. Dez mulheres  serão selecionadas, capacitadas e certificadas como defensoras dos Diretos da Cidadania pelo Instituto nos espaços públicos, incluindo os jogos de futebol. Após essa certificação, o clube ainda vai lançar ações em prol das mulheres.