Estamos começando uma série de matérias para relembrar e homenagear grandes ídolos do futebol que já vestiram a camisa do Sport. Seja os que já não estão nesse mundo como também os que estão na ativa por aqui, é sempre bom fertilizar a memória, eternizar a história e reverenciar os que orgulharam o Maior do Nordeste.

Para começar, trazemos um prata-da-casa que se transformou, durante a história, em sinônimo de gols. Luiz Carlos de Aquino Guirra, ou simplesmente Luiz Carlos, foi revelado pelas divisões de base do Leão e fez história. Em 1984, vestindo a camisa do Leão, fez 40 gols no Campeonato Pernambucano, se tornando artilheiro do Estadual daquele ano. Luiz Carlos é o maior artilheiro do Sport em uma única edição do Pernambucano.

Luiz Carlos chegou no Sport no inicio dos anos 80 para participar do Peneirão e agradou a todos pelo bom futebol. Passou para os juniores e na disputa do Estadual da categoria, fez 30 gols. Foi alçado para os profissionais. Marcou seu primeiro gol numa partida contra o Ferroviário e virou titular.

Em 1984, Luiz Carlos era sinônimo de alegria. A torcida que ia para a Ilha do Retiro sabia que teria bola na rede e grito de gol. Foram 40 gols. Com a camisa do Leão, Luiz Carlos marcou 107 gols em 188 jogos. Também conquistou títulos. Ainda jovem, fez parte do elenco bicampeão estadual de 1981 e 1982.

Em 1987, deixou o Leão numa negociação com o Santos, que ainda contratou o lateral-esquerdo Luisinho e cedeu ao Sport Ribamar e Éder. Luiz Carlos seguiu fazendo muitos gols pelo Peixe. Tanto que foi convocado pelo técnico Carlos Alberto Silva para defender a seleção brasileira no Pan-Americano de Indianápolis. Em seguida, foi negociado para o Real Múrsia, da Espanha. Voltou ao Sport em 1990 para ser campeão brasileiro da Série B.