A sessão solene do Conselho Deliberativo do aniversário de 119 anos do Sport teve um fato marcante. Histórico. Pela primeira vez, uma mulher presidiu a reunião, que não contou apenas com conselheiros. Também estiveram muitos torcedores que queriam expor o amor ao clube. Coube a empresária Maísa Amorim estar à frente de tão esperada cerimônia.

Maísa não escondeu a alegria de receber o convite do presidente do Conselho Deliberativo, Silvio Neves Baptista, que viajou e não pode estar presente, para presidir a mesa da sessão solene.  “Foi uma honra para mim, pelo Sport e pela data. E, principalmente ser uma mulher numa posição que sempre foi masculina. Mostrar que podemos colaborar com o clube não apenas como torcedora”, diz.

A paixão pelo Sport Maísa herdou do pai, João Euclides Amorim, que levava sempre os filhos aos jogos do Sport. “Eu tinha seis ou sete anos quando fui ao estádio pela primeira vez. Sempre fomos sócios. Quando papai faleceu, eu, como filha mais velha, herdei o título e passei a frequentar mais ainda.

Na atual gestão, fui convidada para formar o conselho”, declarou.  “O Sport para mim é orgulho. Quando alguma pessoa de outro estado me pergunta qual time torço e eu respondo Sport, ela insiste: ‘mas e aqui no meu estado?’ Aí que respondo: Sport, ué!”