Texto: Marcelo Cavalcante
Foto: Paulo Paiva

O Sport Club do Recife iniciou a celebração dos seus 119 anos de história reunindo o presidente Yuri Romão , o seu vice José Roberto Moura, os vice-presidentes, diretores e muitos dos ex-presidentes que fizeram parte da história do Leão da Ilha do Retiro.  Foi um momento de descontração e muitas lembranças que orgulharam os presentes.  Todos receberam de presente uma placa comemorativa e de agradecimento por terem ajudado a construir uma história vitoriosa do Rubro-negro.

Os ex-presidentes  que marcaram presença foram Severino Otávio, Wanderson Lacerda, Jarbas Guimarães, Arsênio Meira, Luciano Bivar, Homero Lacerda.  e Gustavo Dubeux. Todos demonstraram alegria de viverem mais um momento histórico juntos. Os ex-presidentes Humberto Martorelli, Arnaldo Barros e Milton Bivar também foram convidados, mas não compareceram por terem compromissos. Já José Moura e Léo Lopes não compareceram por motivos de saúde.

O presidente do Rubro-negro, Yuri Romão,  agradeceu  a presença de todos e enalteceu o fato de conseguir unir várias lideranças em prol do crescimento do clube.

“Ao longo da minha gestão, busquei unir as várias lideranças com o objetivo de resgatar o protagonismo do Sport. E estamos conseguindo. Somos unidos e organizados. O Sport é um clube respeitado em todo o Brasil. Quero agradecer também a equipe de vice-presidentes e todos os diretores que tem trabalhando incansavelmente para colocar o clube de volta ao trilho do sucesso”, afirmou o presidente.

Em seguida, foi a vez do diretor de futebol, Raphael Campos, destacar a evolução do Sport em números. O clube evoluiu o quadro associativo em 202% na temporada 2023, atingindo a receita recorde de R$ 12,6 milhões. Além do aumento da receita de jogos em 49%.  Campos destacou também a profissionalização do departamento comercial, alinhada com o marketing, o que fez sua receita aumentar em 27%.  “Com isso, está sendo possível fazer investimentos no futebol profissional, de base, além do patrimônio.  Vamos investir no CT e a Ilha do Retiro segue em obras.  Estamos valorizando nossa sede e resgatando o clube social de forma intensa”, destacou.

Por fim, os ex-presidentes Gustavo Dubeux, Jarbas Guimarães e Luciano Bivar falaram. Eles expressaram a paixão pelo Sport Club do Recife de forma espontânea, cada um ao seu jeito. Enquanto Dubeux elogiou o futebol apresentado pelo Leão na temporada, Guimarães exaltou o trabalho de Yuri Romão como gestor e elo das lideranças. Já Bivar optou por contar histórias do passado, quando o Leão garantiu acesso à Série A do Campeonato Brasileiro, em 1990, após empate com o Guarani, em 1×1, em Campinas. Coisas que o coração rubro-negro jamais esquece.