O Sport marcou presença no primeiro Congresso Brasileiro de Direito da Empresa no Novo Futebol, entre a última quinta (01) e sexta-feira (02), em São Paulo. O evento teve como ponto de partida discussões acerca das mudanças que o futebol vem passando por conta da possibilidade de reestruturação dos passivos dos clubes através da transformação da associação em uma sociedade.

O assunto se tornou recorrente ao longo dos últimos meses no Brasil após a criação da lei da SAF (Sociedade Anônima do Futebol) e o Sport tem acompanhado de perto, a fim de debater e estar por dentro das mais diversas opções em prol da contínua reestruturação e do crescimento do Clube.

O diretor jurídico rubro-negro, Guilherme Matos, representou o Sport no congresso. Ele destacou o relacionamento e troca de informações do Clube no evento, que ampliou os horizontes em torno do tema com os efeitos que ele impõe aos modelos de gestões no mundo do futebol.

“O congresso reuniu as maiores sumidades no assunto, não só da área jurídica, mas de times que já se tornaram SAF, além de representantes de outros clubes, como presidentes, diretores, corpo jurídico. O assunto é novo, traz muitas discussões e obviamente, como consequência, traz consigo muitos debates”, iniciou.

“Fomos, inclusive, os únicos representantes do Norte-Nordeste. Julgo que foi muito importante para nós não só pela representatividade perante os outros clubes, mas também frente ao cenário jurídico, que vive de forma ainda mais fervorosa pelas discussões relativas à SAF”, completou Guilherme.