Parte da diretoria do Sport viajou, no início desta semana, para visitas institucionais ao Cruzeiro e Coritiba, agremiações parceiras e que vivem cenários de gestão que servem de exemplos para os rumos que o Clube vislumbra. Ambos passam por processo de reformulação estrutural e possuem a SAF (Sociedade Anônima do Futebol) e a profissionalização como pilares de reorganização.

O objetivo da comitiva do Sport é trocar informações e entender as práticas gerenciais que estão sendo implementadas por eles. O Coritiba, por exemplo, teve recentemente aprovada pelos sócios a constituição da SAF, algo que foi tema dos encontros entre a diretoria rubro-negra e a gestão da equipe paranaense, inclusive o presidente Gleen Stenger e o CEO, Lucas Pedrozo.

“Viemos aqui conversar e entender a importância do trabalho feito pelo Coritiba nos últimos dois ou três anos, que vai desde o estudo para criação da SAF, o processo de profissionalização deles, a reestruturação geral. E conseguimos colher boas informações”, disse Raphael Campos, vice-presidente de gestão e planejamento.

Além de Raphael, aliás, os integrantes da diretoria que estão na comitiva são: o vice-presidente de marketing, Eduardo Arruda; o vice-presidente de relacionamento social, Fernando Soares; o diretor jurídico, Guilherme Matos; e o vice-presidente e representante do Conselho Deliberativo, André Fernandes.

Depois de visitas ao Coritiba na última quarta (18) e nesta quinta (19), a comitiva do Clube tem previsto na agenda o primeiro dia de encontro com o Cruzeiro, nesta sexta (20). A equipe mineira vive um estágio de SAF mais avançado e, inclusive, já possui significativos resultados, como por exemplo o título da Série B passada e destacadas práticas de gestão. 

“Queremos ver de perto a metodologia usada pelo Cruzeiro, os acertos e erros que eles estiveram para o Sport ser o mais assertivo possível, com a profissionalização como eixo central. Nesta sexta encontraremos Gabriel Lima (CEO do Cruzeiro) e integrantes da consultoria Alvarez & Marsal”, afirmou André Fernandes.

“Indiscutivelmente serão encontros enriquecedores e que irão agregar ao dia a dia do Sport. Não há outro caminho para o Clube seguir se não o da profissionalização”, acrescentou, por fim, o representante e vice do Conselho.