O Sport Club do Recife promove, na próxima quinta-feira (17), das 14h às 18h30, o Ilha Plural, evento que reforça o compromisso do Clube no enfrentamento às violências e ao preconceito. O projeto, que é iniciativa da vice-presidência de inclusão e diversidade, também marcará a inauguração da Sala Plural.

A Sala Plural trata-se de um espaço criado para atender e servir os torcedores em caso de quaisquer necessidades do gênero no ambiente do Sport. O presidente Yuri Romão e a vice-presidente de inclusão e diversidade, Roberta Negrini, estarão presentes no evento, que será aberto à torcida e à imprensa.

O Ilha Plural contará com palestras e participações de entidades especialistas na temática, como a Coalizão Empresarial, Justiça de Saias, Ministério Público de Pernambuco, a Fundação Dom Cabral e o Grupo Mulheres do Brasil Recife.

“A vice-presidência de inclusão e diversidade é algo novo no Sport, então nos preparamos para entender onde e como, de fato, podemos atuar. E a nossa forma de atuação é através do diálogo e instrução junto a todos aqueles que fazem o Sport, inclusive a torcida”, iniciou Roberta.

“Queremos colocar no DNA do Clube o enfrentamento às violências porque a partir do momento que fazemos isso, torna-se algo relevante no nosso dia a dia e faz com que nossas decisões sejam pautadas a partir desse princípio”, acrescentou.

A vice-presidente de inclusão e diversidade do Clube, aliás, faz parte do Grupo de Trabalho da CBF para tratar de combate ao racismo e violência no futebol, criado pela entidade nacional no segundo semestre deste ano. Roberta Negrini atua e deseja que o Sport se torne exemplo no assunto.

“Queremos que o Sport seja referência de que é possível que uma paixão como o futebol promova essa mudança cultural e sistemática das violências no esporte”, concluiu.

Serviço

– Evento: Ilha Plural
– Local: Auditória da Ilha do Retiro
– Data: 17 de novembro
– Horário: das 14h às 18h30
– Entidades participantes: Coalizão Empresarial, Justiça de Saias, Ministério Público de Pernambuco, Fundação Dom Cabral e Grupo Mulheres do Brasil Recife