O Sport Club do Recife posicionou-se mais uma vez sobre o processo de Recuperação Judicial (RJ), impetrado pelo Clube no dia de 20 março deste ano. À TV Sport, o diretor jurídico rubro-negro e representante na RJ, João Guilherme Ferraz, fez uma breve retrospectiva e apontou o estágio atual, além de ter avaliado os próximos passos.

No último dia 18 de maio, o Sport deu entrada e apresentou em juízo, após a realização de um longo estudo, um plano de pagamento junto aos credores, que estabelece as formas e condições que o Clube irá dissolver os débitos.

Nesse planejamento, o Sport conseguiu, inclusive, junto à Câmara Nacional de Resolução de Disputas (CNRD), uma proposta para pagar os débitos liquidados por dentro do processo da Recuperação Judicial, mediante a criação de uma subclasse. Assim, o Clube evita eventuais problemas no aspecto do futebol ou na parte financeira do Clube.

O processo de RJ, aliás, já traz benefícios para o Sport, de acordo com João Guilherme. Que afirmou: “A Recuperação Judicial, por se confundir com a recuperação financeira do Clube, faz com que consigamos organizá-lo para receber investimentos com tranquilidade a fim de que o Sport retome o seu devido protagonismo no futebol”. Assista abaixo.