O Sport realiza ajustes no gramado da Ilha do Retiro para 2023. As intervenções realizadas no piso de jogo do estádio fazem parte de um rito do Clube entre as temporadas e visam deixá-lo em boas condições para a prática do futebol, especialmente após um ano de elevado desgaste.

Em 2022, o calendário de partidas esteve ainda mais apertado por conta da Copa do Mundo do Catar, o que comprimiu as datas dos jogos e impediu uma manutenção adequada do gramado da Ilha entre as rodadas das competições.

Por conta disso, ao passar por reparos recentemente, o gramado acabou infectado por três tipos de ervas. Assim sendo, como forma de conter o problema, o Clube fez um tratamento rígido em torno do piso, que perdeu parte da coloração habitual. Apesar da aparência, o gramado está apto à realização de partidas.

“A manutenção do gramado tem várias etapas e, durante esse processo, fazemos reavaliações acerca do tratamento. Dentre elas, percebemos que houve uma infestação no gramado e precisamos dar um ‘tratamento de choque’ para impedir que se alastrasse, por isso esse aspecto diferente”, explicou o gestor de engenharia do Sport, Luciano Moura.