O ano de 2022 se apresenta com grandes desafios para o nosso Sport Club do Recife. E vamos encarar esta luta com o mesmo espírito habitual de garra de todo rubro-negro. Esse é o momento de buscarmos renovar nossas energias para superar todos os obstáculos que se colocarão a nossa frente.

É gratificante observar que, mesmo em pouco tempo de trabalho, avançamos muito nestes últimos meses e serve de motivação para as próximas batalhas deste ano que vem chegando. O pensamento é o mesmo: seguir firme neste trabalho de equipe, unindo diferentes individualidades em torno de um projeto de ressurgimento desde que assumimos o clube. As vitórias, as conquistas, os troféus não têm rostos, mas, sim, as cores vermelha e preta do nosso DNA.

Aos funcionários e parceiros de gestão, aos nossos torcedores, sócios e conselheiros, acreditem humildemente no trabalho de todos que se dedicam diariamente no clube! Somente com o espírito de união e coletividade iremos alcançar as vitórias. E cada feito, cada sacrifício ultrapassado terá um pouco do apoio de cada um.

Com as palavras da Oração de São Francisco, pedimos uma reflexão para toda a nossa nação:

“Onde houver ódio, que eu leve o amor

Onde houver ofensa, que eu leve o perdão,

Onde houver discórdia, que eu leve a união,

Onde houver dúvida, que eu leve a fé”.

Vamos continuar lutando para que nosso Sport Club do Recife retome o protagonismo que sempre esteve presente na sua rica e vitoriosa história.

Um 2022 de muita esperança, paz, alegria e conquistas para todos!

Para finalizar, a mensagem que o grande Eunitônio Edir Pereira colocou em nosso hino:

“São gerações e corações fazendo história

São campeões e emoções tecendo a glória

Do bravo Leão da Ilha, Sport obsessão

Que faz bater mais forte o coração

Torcida mais fiel não pode haver,

Sport, Sport, uma razão para viver”.