A tentativa do tetracampeonato regional rubro-negro foi adiada. Na noite deste domingo (3), em jogo de vários acontecimentos e com forte participação do VAR em lances capitais, o Sport perdeu para o Fortaleza por 1 a 0, na Arena Castelão. Como o primeiro jogo foi 1 a 1, o time cearense venceu a Copa do Nordeste.

Uma grande decisão sempre é decidida nos detalhes e o duelo entre Sport e Fortaleza não foi exceção. O jogo começou com o VAR intervindo e levando o árbitro ao vídeo para assinalar possível pênalti para o Fortaleza. Em um lance que não houve nem sequer o toque, o juiz, sem entender a razão de ter sido chamado, nada marcou. Minutos depois, foi a vez de Búfalo Parraguez invadir a área e ser derrubado. Nesta ocasião, o árbitro deixou seguir e o VAR não interferiu.

Eram jogados exatamente 45 minutos da primeira etapa quando a arbitragem viu falta de Rafael Thyere dentro da área. Marcação de campo confirmada. Na cobrança, o jogador do Fortaleza bateu forte, Maílson ainda tocou na bola, mas ela morreu nas redes. Indo para o vestiário depois de um duro golpe, o Leão voltou atacando, tentando empatar e tendo algumas chances. Em jogada pessoal, Sander driblou e foi derrubado. Pênalti marcado pelo árbitro e desmarcado pelo VAR, que reapareceu e chamou muito rápido, mesmo o lance não sendo conclusivo em nenhuma das imagens que o juiz viu e reviu por quase cinco minutos. No lugar da grande penalidade, falta na linha da área, que não levou perigo ao gol cearense.

Em agressão que não poderia ser ignorada, o atacante Robson, do Fortaleza, foi expulso por cotovelada. A partir daí, foi pressão rubro-negra e novo acontecimento incomum: os refletores da Arena Castelão se apagaram. Energia restabelecida, nova pressão. Em um dos últimos lances, Ewerthon chegou a completar para o gol, mas o juiz apitou antes falta de Búfalo Parraguez. Foi o último ato. Final de decisão e título com o forte time do Fortaleza.

Fortaleza 1×0 Sport: Maílson; Ewerthon, Rafael Thyere, Sabino, Chico (Alan), Sander (Lucas Hernández); William Oliveira (Ronaldo), Denner (Jáderson), Luciano Juba, Bill (Pedro Naressi); Búfalo Parraguez.