O Sport perdeu para a Chapecoense por 2×1, na noite desta quinta-feira (22), na Arena Condá, pela 36ª rodada do Campeonato Brasileiro. O gol rubro-negro foi marcado por Michel Bastos e o Leão acabou caindo para a 17ª colocação, com 38 pontos.

Na próxima segunda-feira, o adversário será o São Paulo, às 19h do Recife, no Morumbi.

O JOGO

Um pênalti assinalado pelo árbitro, com apenas dois minutos de bola rolando, quando a bola tocou no braço de Ernando, certamente foi um fator determinante para o desenrolar da partida. Após sair na frente do placar do jogo decisivo, com Leandro Pereira na cobrança, a Chapecoense aproveitou o bom momento para ampliar o marcador, com o próprio centroavante, cinco minutos depois.

Após o “baque” natural, devido à importância da partida, o time rubro-negro aos poucos foi conseguindo equilibrar a partida. Até chegou perto de balançar as redes, em finalizações de Mateus Gonçalves, Jair e Adryelson. Por outro lado, o goleiro leonino Mailson precisou entrar em ação em pelo menos dois ou três lances perigosos.

E se os donos da casa já adotavam uma postura defensiva após a vantagem no placar, no segundo tempo o fato foi ainda mais intensificado, deixando o jogo truncado. Aos 22, num chute da entrada da área, Michel Bastos deixou a sua marca e deixou o Leão vivo na partida. O time cresceu e Milton Mendes colocou o atacante Matheus Peixoto na vaga do volante Marcão.

Aos 32, Hernane quase empatou, de cabeça, após cobrança de escanteio. Com muita luta, a equipe pernambucana continuou tentando mas não conseguiu chegar ao gol de empate.

Ficha do jogo

Sport

Mailson; Cláudio Winck (Andrigo), Adryelson, Ronaldo Alves e Ernando; Marcão (Matheus Peixoto), Jair, Gabriel, Michel Bastos e Mateus Gonçalves (Marlone); Hernane Brocador. Técnico: Milton Mendes.

Local: Arena Condá (Chapecó)

Árbitro: Leandro Pedro Vuaden (RS)

Assistentes: Fabrício Vilarinho da Silva (GO/Fifa) e Jorge Eduardo Bernardi (RS)

Cartões amarelos: Diego Torres (C)

Gols: Leandro Pereira, aos 2 e 7 minutos do primeiro tempo e Michel Bastos, aos 22 minutos do segundo tempo