Exemplo de dedicação como atleta e uma referência em preparação física, o lateral Sander bateu seu recorde pessoal na temporada de pico de velocidade atingido durante um jogo. Na vitória do Leão diante da Ponte Preta, na última quinta-feira, na Arena de Pernambuco, ele atingiu 36.6km/h, igualando sua marca feita na partida diante do Íbis, pelo Campeonato Pernambucano, na vitória por 4×0. Em segundo lugar ficou o lateral Luciano Juba, com 35.6km/h.

Com 200 jogos recém-completados com a camisa rubro-negra, o atleta é um dos primeiros a chegar e um dos últimos a sair e sempre dedica seu tempo no Centro de Treinamento para usar as estruturas que o Clube oferece, além de estar sempre conversando com os profissionais de todas as áreas.

“Eu me dedico muito para estar o melhor condicionado possível quando for acionado. Com toda a estrutura que o Sport nos dá hoje, eu consigo buscar o meu melhor dentro de tudo que ele oferece. Eu consigo extrair o máximo de mim e procuro também ajudar os outros atletas. Por isso estou sempre na academia, acompanho os números da fisiologia, as orientações da preparação física, fisioterapia e nutrição”.

Acompanhando de perto esses números está o fisiologista Inaldo Freire, que destaca não só a velocidade, mas a distância percorrida pelo jogador nas partidas.

“O que sempre chamou atenção da comissão e todos os departamentos não era nem a velocidade, mas sempre a distância percorrida, ficando entre os três primeiros. Mas ultimamente, além da quilometragem, a velocidade máxima vem chamando atenção. Essa marca que ele atingiu mais uma vez é muito boa e muito acima da média considerada normal”, disse.