São noventa minutos que separam o Sport da decisão do Pernambucano 2018. Noventa minutos que precisam ser disputados em intensidade e concentração máximas. Ao menos é essa a receita dos atletas rubro-negros para saírem classificados do confronto com o Central, nesta quarta-feira (21), às 21h45, no estádio Luiz Lacerda, em Caruaru, pela semifinal do campeonato.

“Cada partida é uma decisão. Não vai ser um confronto fácil com o Central, mas estamos nos preparando. Essa semifinal será decidida nos detalhes. Precisamos nos manter 100% concentrados e atuando com intensidade máxima”, disse o meia Marlone, artilheiro do Sport na temporada ao lado de Anselmo, ambos com cinco gols.

O fato de o Sport ainda não ter vencido fora de casa neste Pernambucano não assusta aos rubro-negros. “Por esses dias, me perguntaram: ‘O Santa Cruz tem um retrospecto melhor do que o Sport nos últimos anos em mata-matas, o que o Sport tem que fazer?’ Eu respondi: ‘Temos que mudar isso’. E assim fizemos. A gente ainda não ganhou fora de casa (no Pernambucano), o que temos que fazer? Temos que mudar isso. Agora é ganhar, não tem o que falar”, disparou Thomás.

CAMPANHA

O Sport chega às semifinais embalado por uma vitória indiscutível no Clássico das Multidões da última quarta-feira. Os rubro-negros foram soberanos os 90 minutos e venceram por 3×0 na Ilha do Retiro. Marlone e Anselmo, duas vezes, marcaram. Na Primeira Fase, o Leão terminou na terceira posição, com 17 pontos (quatro vitórias, cinco empates e uma derrota).