Pedro Maranhão talvez não seja mais novidade para a torcida do Sport. Com minutagem no profissional e figurinha destacada na base há algumas temporadas, o atacante de velocidade iniciará 2020 com grandes possibilidades de ser uma das principais opções para o time que começará o Campeonato Pernambucano. No Leão desde 7 de fevereiro 2015, data que ele tem decorada, o maranhense de Bacabal vive um momento especial e guarda grandes sonhos.

Driblador, leve e de muita velocidade, Pedro Maranhão atuava em um time-empresa do Paraná antes de chegar no Sport ainda para o Sub-15. Coleciona títulos na base rubro-negra e é um dos líderes da geração 99 que, entre outras conquistas, teve grande destaque nacional no vice-campeonato da Copa do Brasil em 2016. Todo o roteiro fez com que Pedro criasse, como a maioria dos atletas, um vínculo de DNA com o Rubro-Negro.

“O Clube representa tudo na minha vida hoje. Abriu as portas para mim e hoje me vejo totalmente identificado. Aprendi a gostar, a amar e aqui ainda tive o sonho realizado de estrear profissionalmente vestindo uma grande camisa. Conquistando também, já no primeiro ano, o título de campeão pernambucano, participando ativamente do grupo”.

Em 2019 Pedro Maranhão entrou em campo 37 vezes e fez oito gols. Muitas ações dentro de campo e outras tantas fora dele. O jogador por muitos momentos na temporada homenageou a mãe, que se recupera de um câncer de mama. Ao mesmo tempo, recebeu a notícia de que seria pai pela primeira vez. E guarda um desejo especial para a bebê que está por chegar.

“É um ano bom para nós tentarmos afirmação dentro do Clube. As oportunidades serão dadas e acredito todos vamos lutar para conseguir agarrá-la da melhor forma. Será também muito especial para mim, quero me firmar e também terei o nascimento da minha filha, que nasce em março, período em que o Pernambucano ainda estará rolando. Penso muito de depois que ela nascer poder entrar em campo comigo na Ilha, na hora do hino. Seria muito especial”.