Assim como na situação do atleta Gustavo, o Presidente Yuri Romão e o Vice-Presidente de Futebol, Augusto Carreras, também falaram de forma transparente sobre a negociação com outro ativo do Sport, o centroavante Mikael. Seguindo tudo que foi dito e argumentado no caso de Gustavo, principalmente no que diz respeito a força do mercado perante o momento do Leão e a valorização dos pratas da casa, o negócio de Mikael surge pouco antes do final da janela de transferências europeia e foi concluída no último domingo.

Desde a madrugada da sexta-feira para o sábado que os representantes do jogador, junto a cúpula de futebol leonina se reuniram para apresentar e tratar da negociação, agora já finalizada. Deixando claro que todas as partes saíram beneficiadas. Tanto o Sport, como também o próprio atleta, que jogará em uma das grandes Ligas do futebol mundial pelo Salernitana, da Itália.

Segundo Augusto Carreras, que enfatizou o cuidado e zelo com questão financeira e administrativa do Sport em tudo que foi discutido, a negociação de Mikael com o futebol italiano pode chegar ao valor final de 3 milhões e 550 mil euros em caso de permanência do Salernitana na Série A ou de 5 milhões e 800 mil euros [somando ao valor do empréstimo de agora], em caso de compra opcional independente do que acontecer com os italianos.

Segmentados da seguinte forma:

– O Sport possui 70% dos direitos de Mikael, enquanto os outros 30% são do atleta, algo que foi selado em sua última renovação de contrato.

– Todo o valor da negociação terá que ser feito na proporção dos percentuais: 70% ao Sport, 30% ao atleta.

– Saída a princípio será por empréstimo até o dia 30.06.2022, sob o pagamento inicial de 800 mil euros livres e líquidos. 70% do valor é do Sport.

– Existe no contrato de empréstimo uma obrigatoriedade de compra caso o Salernitana continue na Série A da Itália. Se isto acontecer, o clube de Salerno terá que pagar à vista o valor de 2 milhões e 750 mil euros por 75% dos direitos de Mikael.

– De sábado para domingo surgiu uma nova cláusula: Caso o clube italiano queira comprar Mikael, de forma opcional, em qualquer fase do contrato e sem obrigatoriedade de permanência ou descenso, o clube pagará ao Sport 5 milhões de euros.

– Simplificando: se permanecer na Série A compra é obrigatória. Se não ficar, mas querer contar com o jogador no ano seguinte, a compra não é obrigatória, mas está fixada em 5 milhões de euros pelos mesmos 75%.

– Os 25% de percentual que permanecem e podem ser negociados no futuro seguem na mesma proporção anterior, sempre levando em conta que 70% dos valores líquidos por estes serão do Sport e ou outros 30% do próprio Mikael.

Tal como a exemplo de Gustavo, a valorização de Mikael também foi visível, tendo há menos de um ano, o Leão tendo recebido e rejeitado uma oferta de 600 mil euros pela compra definitiva de todos os seus direitos econômicos.

O presidente do Leão, Yuri Romão, também foi claro quanto a busca por reposição de qualidade, mantendo-se vivo ao objetivo do ano, que é o de conquistas e acesso. Isso, naturalmente, feito com atenção ao mercado e responsabilidade diante da realidade rubro-negra.

Por fim, ao artilheiro do Leão na última temporada, com histórico de gols e títulos na base, afirmação no profissional e grande identificação com a torcida, fica o desejo compartilhado de imenso sucesso e muito brilho no seguimento de sua carreira!