O novo técnico do Sport Club do Recife foi apresentado oficialmente na tarde desta quarta-feira, no Centro de Treinamento José de Andrade Médicis, em Paratibe. Antes de conversar com a imprensa, que lotou a sala de entrevistas do CT, Milton Mendes bateu um papo com todo o elenco rubro-negro juntamente com a comissão técnica. Sem perder tempo, o comandante já trabalhou no campo principal realizando um trabalho de finalização e posicionamento com os atletas leoninos.

Sempre ressaltando crença total na capacidade do atual elenco do Sport, Milton Mendes falou sobre a confiança que o mesmo deposita na equipe. “Conversei com o grupo. Não foi um monólogo e sim um diálogo. Tenho uma confiança muito grande nesse elenco. É um grupo que já esteve em segundo lugar no Campeonato. Estamos preparados para as dificuldades inerentes ao campeonato. Vi que tempos amplas possibilidades de conseguirmos os nossos objetivos mesmo antes do final do campeonato”, disse.

Para o técnico, o momento do Sport é de unir as forças e mostrar ao elenco que existem amplas condições de sair da situação momentânea que o Clube está passando. “Temos que ser cada vez mais unidos. Cobrar, dentro de campo, produtividade e tentar mostra ao jogador o caminho a ser seguido. Agora resta irmos à campo e fazer o que tem que ser feito”.

Conhecedor da força da torcida do Sport, Milton Mendes já adiantou que espera uma equipe aguerrida dentro de campo. “Vamos trabalhar sempre dentro da mística de uma torcida que gosta de uma equipe que se entrega, que luta que trabalha, que busca e que lute até o último minuto”, comentou. “Eu não vim aqui para brincar. Eu não vim aqui para ir para a praia. Eu vim para trabalhar e muito”, complementou.

ENTREGA

Durante sua coletiva, Milton Mendes falou várias vezes sobre a importância da entrega dos jogadores nesta reta final de competição. “Vi muita condição no grupo. Agora não há momento para crise, para ser displicente. É esquecer as individualidades e pensar no coletivo. Temos condições de busca o que a gente quer. Acredito muito nos jogadores. Temos amplas possibilidades de sair (da zona de rebaixamento) e sair rapidamente”, disse.

COLETIVA