Na zona mista da Ilha do Retiro, com um curativo no meio da testa, o goleiro Magrão revelou o susto com o choque de cabeça contra a trave. Por conta do acidente, que lhe rendeu dois pontos e muita tontura, ele acabou sendo substituído aos 19 minutos do 2º tempo, na vitória por 3×0 sobre o Santa Cruz, nesta quarta-feira. O resultado classificou o Leão às semifinais do Pernambucano.

“Foi um susto grande. Bati a minha testa na trave. Quando cai, cai com dor na coluna e com os dois braços dormentes. Mas, graças a Deus, voltei a sentir os braços e ficou só a tontura. Era muito grande. Não deu para continuar”, comentou Magrão, que fez nesta quarta-feira a sua partida de número 699 com a camisa rubro-negra. “Pedi para sair para não prejudicar o time”, completou.

PRÓXIMO DESAFIO

Magrão e os demais atletas do elenco rubro-negro se reapresentam na próxima sexta-feira para iniciar os preparativos para o duelo das semifinais do Pernambucano. O adversário do Sport na próxima fase será o Central, na quarta-feira (21), às 21h45, no Estádio Luiz Lacerda, em Caruaru.