“Capacidade de o indivíduo lidar com problemas, adaptar-se a mudanças, superar obstáculos ou resistir à pressão de situações adversas”: foi assim que Leandrinho definiu sua boa partida diante do Petrolina, neste domingo, e gol marcado – o terceiro da goleada por 4×0 -, resumindo toda a explicação à palavra “resiliência”.

Tendo entrado aos 7 minutos no lugar de Guilherme, que saiu de campo machucado, o meia praticamente atuou o jogo inteiro e foi premiado com um golaço aos 12 minutos da segunda etapa, ajudando o Leão a conseguir uma vaga na semifinal do Campeonato Pernambucano.

Ele, que passou por lesões durante a temporada 2018 e atuou pouco, falou sobre a sensação de marcar pela primeira vez com a camisa do Sport.

“Estava esperando as oportunidades aparecerem e fiquei muito feliz de ter marcado. Esse gol para mim é ‘resiliência’. Todos sabem o que eu sofri longe dos gramados. Minha profissão é jogar futebol e ficar longe de tudo isso é muito ruim. Passei por muita coisa, mas nada melhor do que encontrar o Clube que eu sou feliz e poder marcar”, disse.

Depois da vitória que garantiu o avanço às sêmis, os jogadores terão dois dias de descanso, se reapresentando no Centro de Treinamento na manhã da quarta-feira. Eles se preparam para enfrentar o Salgueiro, no dia 3, na Ilha do Retiro, ainda sem horário definido.