Os atletas do Sport sabem muito bem o quanto é importante jogar com a Ilha do Retiro lotada. Por conta disso, fizeram questão de convocar a torcida rubro-negra para comparecer em peso ao estádio nesta quarta-feira (6), quando o Leão enfrenta o Atlético-PR, às 21h, pela décima rodada do Brasileirão. A equipe leonina vem embalada no torneio e não sabe o que é perder há quatro partidas – fase que motiva ainda mais o torcedor para sair de casa, vestir o manto vermelho e preto e apoiar o Rubro-negro em mais um desafio importante na Série A.

Para o meia Marlone, o torcedor é o 12º jogador e deixa o time mais perto dos três pontos. “O apoio da torcida é fundamental. Todas as vezes que a Ilha ficou lotada tivemos resultados positivos. No campeonato temos mantido o fator casa, e é muito importante a presença do torcedor para que isso seja ainda mais forte. Contamos mais uma vez com eles para lotar o estádio e nos incentivar do começo ao fim. Com isso ficamos mais próximos da vitória, porque eles passam a ser o 12º jogador”, disse o camisa 10.

Gabriel pontuou que não há dúvidas de que a torcida irá lotar o Adelmar da Costa Carvalho. O meia confia no torcedor e espera corresponder ao incentivo dentro de campo. “Não temos receio de o estádio estar vazio. A torcida está comparecendo e ajudando muito a gente. Com certeza vai dar mais um show na quarta-feira e espero que possamos corresponder”, disse o meia, que também falou sobre a confiança dentro do elenco.

“Confiança é muito importante no futebol, que está muito equilibrado. As equipes estão bem niveladas e a confiança é que faz a diferença. Vamos procurar manter os resultados positivos para que este sentimento aumente ainda mais”, concluiu.

PÉS NO CHÃO

Apesar dos bons resultados, Marlone ressaltou que é preciso humildade e seguir trabalhando para manter a boa fase. “Esses resultados positivos nos dá confiança. Mas temos pregado muito nos bastidores que não podemos deixar a vaidade prevalecer. Não podemos achar que somos os melhores para não se contaminar. Estamos no caminho certo. Não iremos criar sapato alto. Para conquistar coisas grandes temos que ter humildade. É isso que o grupo esta fazendo. Cada um correndo e ajudando o outro, mantendo essa pegada”, encerrou.