O Leão tropeçou diante do Atlético-MG, na tarde deste domingo (30), em Belo Horizonte, pela 27ª rodada do Brasileirão. Apesar da derrota na estreia do técnico Milton Mendes, a confiança do elenco do Sport segue viva. Após a partida, os jogadores leoninos destacaram que é hora de corrigir erros e reforçar os acertos do grupo dentro das quatro linhas já pensando no jogo da próxima sexta-feira (5), às 19h, contra o Internacional, na Ilha do Retiro, pela 28ª rodada.

Atlético-MG x Sport teve um placar com muitos gols e larga vantagem dos donos da casa – 5 a 2. Analisando o cenário final da partida, o lateral-direito Raul Prata preferiu ressaltar que o Leão já precisa se concentrar no próximo adversário, o Internacional. “É difícil até explicar o que aconteceu. Vários gols, muito rápido. o Atlético-MG construiu um placar elástico ainda no primeiro tempo e praticamente matou o jogo. Também ficamos com um homem a menos e isso dificultou mais ainda o que já estava difícil. Não temos o que falar agora, temos é que pensar no próximo jogo e trabalhar ainda mais para ele”, disse.

Endossando as palavras de Raul, o volante Marcão lembrou que, além de corrigir erros, é preciso virar a página e levar os pontos positivos. “Não temos o que lamentar, ficou para trás. Perdemos, não era o que a gente queria, o grupo veio motivado e concentrado, então vamos rever essa situação ao longo da semana e consertar esses erros para termos êxito nas próximas partidas”, afirmou.

Magrão também fez sua avaliação da partida, destacando que os erros foram coletivos. “Precisamos urgentemente pontuar e sofrer uma derrota dessas é realmente complicado. Mas todos os erros foram nossos, coletivo, o Durval não teve culpa sozinho naquele lance, foi um apagão nosso. Acredito que a maioria dos gols aconteceram em apagões nossos. Vamos continuar trabalhando porque não podemos desistir. As coisas vão ficando mais difíceis a cada rodada, mas a gente não pode desistir”, acrescentou.