Clássico é clássico e vice-versa. A frase, tão conhecida no mundo do futebol, foi simbolizada na tarde deste sábado (2) no Ademir Cunha, quando o Sport enfrentou o Santa Cruz no Pernambucano Sub-20. Mesmo superior durante os 90 minutos e criando várias situações, os Leões da Base tiveram que ir ao drama dos pênaltis para eliminar o rival e conseguir classificação à semifinal.

Tendo a intenção de levar o jogo para os pênaltis durante todo o confronto, o adversário teve que se deparar com a frieza dos batedores de penalidade do Leão. Dos cinco batedores, todos fizeram sem deixar o arqueiro sair na foto. Pablo Pardal, Luciano, Ítalo, Pedro Maranhão e Ewerthon atingiram os 100% nas cobranças e deixaram a decisão para o goleiro Túlio.

Pegador de pênalti durante a fase de grupos, Túlio pulou do lado esquerdo na última batida do Santa Cruz e fez defesa excepcional para pôr, literalmente com as próprias mãos, o Sport nas semifinais.

“Sensação muito boa. É um trabalho feito no dia a dia. A vitória não veio no tempo normal como buscamos, mas o grupo soube ser frio nos pênaltis, fazer os cinco gols e no final pude fazer uma defesa e ajudar. É continuar dando duro e se Deus quiser vamos conseguir se classificar para a final”.

Na fase semifinal que também será de jogo único, a equipe rubro-negra terá pela frente a surpresa Barreiros, que foi líder de seu grupo e eliminou o Retrô. O mando será definido após sorteio.