A segunda-feira foi de apresentação para o elenco Sub-13 rubro-negro. Na Ilha do Retiro, o grupo das gerações 2009 e 2010 esteve presente e se reuniu com a nova comissão técnica, comandada pelo técnico Paulo Santana, em conjunto com o auxiliar Guilherme Silva e o analista de desempenho, George  Nunes. O preparador de goleiros Mateus Raphael e o preparador físico Vagner Breno não estiveram presentes devido a sintomas gripais.

O elenco Sub-13 é configurado com remanescentes do ano passado, jogadores nascidos em 2009 e outros que estavam em categoria abaixo, casos dos que nasceram em 2010 e agora fizeram a transição. Além desses que já estavam no Clube, também houve algumas chegadas por via de captação do Departamento de Base. Dentro de todo esse enquadro, o Sub-13 é tratado como fundamental em vários elos na formação dos garotos: o de entender o jogo taticamente, o de cuidado com o corpo, além de todas as outras desenvolturas que são exigidas em um jogador ligado a um clube do tamanho do Sport.

“É um momento de apresentação, de introdução e muito diálogo. Mesmo muito jovens, os meninos precisam entender a importância do lugar que estão e do quão grande é ter uma oportunidade de poder vestir a camisa do Sport. Nessa categoria, começa a aparecer de forma mais exigente a questão de entender o jogo taticamente, dos cuidados fora do campo. De abdicar de algumas coisas, para lá na frente conseguirem os objetivos deles, que querem ser jogadores profissionais. No fim, e acima de tudo, também demostramos nossa confiança neles e deixamos claro que tudo que fazemos é montado dentro de um trabalho que apenas visa a evolução de cada um”, disse o Diretor de Base, Felipe China.

Após conversa com próprio Felipe China e com a comissão técnica, foi hora de todos os jogadores irem para o Campo Auxiliar e realizar avaliações físicas. Até para entender as condições que eles retornaram ou se apresentaram após um hiato sem treinos diários e jogos.

“Trabalharemos visando excelência em todas as etapas. Física, técnica, tática. Fazendo com que os jogadores vão evoluindo gradativamente a cada dia e cada treino, dando a possibilidade de fazer um time forte, competitivo e que represente o Sport da melhor maneira possível quando os jogos e competições tiverem início. Sempre olhamos para a qualidade, a projeção. Queremos vencer sempre, ainda mais defendendo o maior Clube do Estado. O mais importante, contudo, é desenvolver os atletas e fazer com que eles tenham condições para ser aproveitados nas categorias seguintes. É um processo do qual fico muito feliz em fazer parte”, falou o treinador leonino, Paulo Santana.