Grande jogo no papel, grande jogo na prática! Pela partida de ida das oitavas de finais da Copa do Brasil Sub-17, o Sport recebeu o Cruzeiro na Ilha do Retiro e empatou em 2 a 2 com a equipe mineira, em duelo realizado na noite desta terça-feira [31]. O Leão perdia o jogo até os 37 minutos do segundo tempo, mas teve raça, qualidade e imposição para ir até o último minuto e buscar um naquela altura improvável empate. Gols do meio-campista João Vitor e do zagueiro Luiz Guilherme, que deixou tudo igual no último minuto.

Duas grandes camisas do futebol brasileiro, com boa fomentação de talentos na base e que vivem grandes momentos coletivos, os dois times tinham tudo para fazer um grande duelo. A expectativa foi cumprida. Jogo com quatro gols, bastante espelhado e de ritmo frequente e intenso. Apresentando maior qualidade no terço final, o Cruzeiro conseguiu abrir 2 a 0 nos dois inícios de tempo. O Leão tinha mais a bola, atacava bastante, mas não conseguia furar a defesa mineira.

A barreira só foi quebrada no terço final do jogo. Com mudanças efetuadas pelo técnico Sued Lima, o ataque ganhou ritmo e movimentações diferentes. Em bonita jogada coletiva e muito rápida, Abner Feijão combinou com Victor Gabriel, que acertou lindo passe para Francisco. Com liberdade, o atacante deu voltando para João Vitor, que pisou na área e bateu de frente. Sem chances para o goleiro.

Restando cerca de dez minutos, o confronto virou de ataque contra defesa, com forte pressão rubro-negra. Algo que aumentou ainda mais a intensidade quando o atacante do Cruzeiro errou o tempo de bola e foi expulso, após uma entrada bem dura. Depois de tanto amassar e empilhar bolas na área, os Leões da Base empataram justamente no último minuto. Cícero jogou na área, Ryan bateu mascado, Neto Bala chutou em cima do marcador e Luiz Guilherme, em um bonito giro com a bola ainda no ar, bateu firme, no lado direito. Golaço e muita vibração na Ilha do Retiro.

Ciente da força do Cruzeiro e de que tratam-se de duas equipes bastante espelhadas, o Sport terá oito dias para trabalhar o jogo de volta em Belo Horizonte, no próximo dia 8. Em caso de novo empate, pênaltis. Vitória por qualquer placar classificará a equipe vencedora.